skip to Main Content
Agronegócio: Saiba Quais Tributos Precisa Recolher!

Agronegócio: saiba quais tributos precisa recolher!

Você é ou pretende atuar com agronegócio? Pois saiba que você também terá que recolher tributos! Leia o nosso artigo e saiba mais sobre o assunto

Assim como outras modalidades de empresas, o agronegócio também paga tributos!

Então, você, que é gestor e atua no ramo de agropecuária, precisa se familiarizar com os tipos diferentes de impostos, isso ajuda a evitar atrasos por conta de esquecimento, entender como a dinâmica da apuração funciona e evitar recolhimentos maiores ou menores do que o que é devido.

Pensando nisso, relacionamos no artigo de hoje os principais tributos que seu agronegócio está exposto.

A importância do agronegócio para a economia do Brasil

Não é de hoje que nosso país é reconhecido mundialmente devido a sua produção de itens do setor primário, como minérios e o agronegócio.

Essa última representa importante percentual do Produto Interno Bruto nacional.

Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) que faz parte do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), a participação do agronegócio no PIB de 2019 representou 21,4% do total.

Dessa forma, como você pôde perceber, esse é um setor fundamental para a economia brasileira, e que também atua contribuindo para a manutenção das atividades estatais, através dos tributos.

Que, aliás, também oneram bastante empresas desse segmento e você, gestor, deve se preocupar em acompanhá-los para evitar que seu negócio pague mais do que, de fato, é devido, e esteja sempre em dia com suas obrigações tributárias.

Principais tributos pagos pelo agronegócio

Bem, pensando nisso, relacionamos abaixo os principais tributos que podem ser exigidos da sua empresa:

  • IRPJ e CSLL- essas são as siglas para, respectivamente, Imposto de Renda Pessoa Jurídica e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Eles incidem sobre o lucro apurado pela contabilidade no período, no caso de empresas que apuram pelo Lucro Real. No caso de empresas de Lucro Presumido, o governo estipula um percentual que deve ser aplicado ao faturamento do período para se achar a base que servirá para que incida a alíquota dos respectivos impostos. Empresas optantes pelo Simples Nacional pagam de acordo com o percentual constante na tabela em que está enquadrada;
  • Pis/Cofins – são impostos que incidem sobre o faturamento da empresa, seja ela Lucro Real ou Lucro Presumido. Caso sua empresa esteja enquadrada no Simples Nacional, a alíquota dos respectivos impostos estará inclusa na tabela que será usada para calcular seu DAS;
  • INSS – é uma contribuição paga sobre a folha de pagamento, cujo propósito é direcionar recursos para a Previdência Social;
  • ICMS – é a sigla para Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação. Dentre as situações em que ele pode ser cobrado, temos quando sua empresa realiza venda de produtos;
  • IPI – também conhecido como Imposto sobre Produto Industrializado, é cobrado caso sua empresa seja uma agroindústria;
  • Funrural – é um tipo de imposto que deve ser pago sobre a sua receita bruta. Em sua composição está o INSS, a contribuição destinada ao Senar e o RAT;
  •  ITR – Sigla para Imposto Territorial Rural, cobrado da sua empresa caso ela tenha a propriedade ou posse de imóveis rurais.

Percebeu a carga tributária que sua empresa agropecuária precisa suportar?

Contabilidade Para Agronegocio - Contabilidade para agronegócio no Mato Grosso do Sul - MS | Escritório França & SilvaPowered by Rock Convert

E você sabia que existem formas de você minimizar o impacto que os impostos têm no caixa da sua empresa?

Importância do planejamento tributário 

Isso mesmo, e aqui estamos falando do planejamento tributário.

Atualmente, os três enquadramentos mais comuns que empresas podem usar para recolher seus tributos, são:

Através do planejamento tributário, é usado um cenário da sua empresa, principalmente levando em conta o faturamento, tendo como base a situação de mercado e períodos anteriores, e é realizada a apuração dos tributos nesses três regimes, para identificar o que seria mais vantajoso.

Também são verificadas outras formas de reduzir a carga tributária tributária, como a existência de benefícios fiscais que seu negócio possa aproveitar.

Mas lembre-se, ele deve ser feito em conformidade com a legislação, para evitar que sua empresa tenha problemas futuros com o fisco.

E nesse ponto, nós, da França e Silva podemos te ajudar.

Entendemos o quanto o agronegócio é importante para economia nacional e a necessidade da sua empresa ter uma boa saúde financeira para continuar ajudando no crescimento do nosso país.

Nesse contexto, temos em nossa equipe especialistas em tributos que podem te ajudar a encontrar as melhores soluções para sua empresa agropecuária melhorar sua lucratividade e continuar em conformidade com o fisco.

Portanto, entre agora mesmo em contato conosco e tenha mais detalhes de como isso é possível em seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você
Simples Nacional: Receita flexibiliza regras de reparcelamento Medida atende às…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat